quinta-feira, 31 de Janeiro de 2008

Horizonte Alterado



Será que o horizonte pode influênciar a nossa forma de viver, a nossa forma de encarar o futuro?!

Certo, é que na cidade, para além de um ritmo diferente no fluir da linha do horizonte(aqui é mais acidentado que numa paisagem alentejana por exemplo), esta linha é artificial e está cada vez mais alta, mais acima, temos que levantar a cabeça cada vez mais para vermos o azul do céu... poderá isto ter alguma relação com a crescente exigência de atingir objectivos que nos "auto-impomos"??vou pensar nisso, e olhar para...cima...

terça-feira, 27 de Novembro de 2007

Skyline #001
Skyline#002
Skyline#003

Sobre o Homem e a cidade( parte 1 )

A evolução do Homem está intrinsecamente ligada á evolução das cidades e as cidades á evolução do Homem, não fosse esta uma criação do dele , a cidade! Mas a criação acaba por influenciar o próprio criador, o ser criativo humano é, hoje em dia mais que nunca, prisioneiro da sua criação, e mais que prisioneiro de pequenos objectos (telemóveis, portáteis, gps, mp3...) é refém das suas grandes obras, as cidades. O ser humano tem necessidade de viver em sociedade, por comodidade, por uma vontade inata ou pelo simples facto de que tem o dom de comunicar aliado á capacidade de raciocínio. A invenção humana que, na teoria, potenciaria mais a a satisfação desta necessidade seria a cidade, mas o resultado não é bem esse! Vários factores conduzem á vida na cidade como ela é hoje, solitária, desconexa, alienada!
O primeiro estudo, partindo da fotografia, que pretendo mostrar tem ligação com a arquitectura, e esta por sua vez está certamente presente na evolução do Homem e da cidade.
Antes da cidade, vivia-mos no campo, nas montanhas, nos desertos e um elemento sempre presente no quotidiano era o horizonte, ou melhor, a linha do horizonte, que a meu ver, foi sempre uma linha de equilibrio, um ponto de referência de balanço na vida do Homem. Estudos apontam para o facto da diferença entre um homem que vive na montanha, e que vê o horizonte acidentado e um homem que viva, por exemplo, no deserto ou perto do mar, e que vê o horizonte como uma linha recta, residir nessa mesma percepção da linha do horizonte e tendo esta influência directa na forma como vivem.
Com as cidades um novo conceito surge, o Skyline, que vem defenido no dicionário de arquitectura como linha do horizonte artificial provocada pelos edificios ou estruturas criadas pelo Homem. O meu primeiro trabalho aborda esse conceito. Aqui vai...

segunda-feira, 26 de Novembro de 2007

A primeira imagem, um tunel com umas setas a apontar para baixo e um rasto de luz!

Uma das fotografias que fiz, que mais gosto.Uma imagem da cidade que me faz pensar no Homem moderno, alienado, a viver com rapidez sem saber bem para onde vai, mas vai depressa...deixando um rasto imperceptivel.

Nesta minha primeira incursão pelo mundo "blogspotiano", vou tentar mostrar o meu trabalho fotográfico focado no Homem e a cidade, verei no que dá....até já!



P.S- Há muito poucas pessoas com quem gosto de falar, uma com a qual tenho sempre vontade de falar( sim, tu meu amor )mas nem sempre posso e outras com as quais nem sempre tenho a capacidade ou disposição mental para o fazer...isto acerca das conversas com a parede....

Bom dia!
Hoje é o primeiro dia do resto do meu blog, e como toda a gente tem um.......eu também posso ter, será como o exercício de falar para a parede, quando quero falar e não ser interrompido, ou até mesmo, num dia mais inspirado, fazer o papel de parede, de responder a mim mesmo para que a conversa seja plena de entendimento!?